Construindo o site da sua empresa física? Veja o que NÃO fazer!

Que um site hoje em dia é uma ferramenta indispensável para ampliar as possibilidades de mercado e de vendas de uma empresa, ninguém vai discordar.

É nele que as identidades física e empresarial – missão, visão e valores – são reforçados e estão as diversas formas de dar e aumentar a visibilidade da marca no mundo virtual.

Porém, é importante observar algumas regras sobre o que não devemos fazer em um site. O mais importante é a experiência do usuário, e vamos falar muito dela nos pontos a seguir.

Você está Construindo o site da sua empresa física? Veja o que NÃO fazer!

1 – Não fazer no seu site: plano de fundo que distraia

O plano de fundo é a base onde estarão todas as suas informações e se for muito chamativo – colorido, com imagens mesmo suavizadas – vai prejudicar a leitura e consequentemente a experiência do usuário será ruim.

O recomendado: um tom muito suave, quase imperceptível, da cor predominante do logotipo da sua marca. Ou o infalível cinza claro, que tem um tom mais profissional. Assim você pode evitar o branco e dar vida ao fundo do site sem desviar a atenção.

2 – Não fazer no seu site: variedade de fontes

Tudo que usamos identifica a empresa de alguma forma. Várias fontes passam uma imagem pouco profissional – exceto se seu site é de arte vanguardista.

O recomendado: use uma fonte clássica (Arial, Courier, Times) e no máximo 2 tamanhos diferentes em cada página – para diferenciar títulos e conteúdos.

Importante: aqui estamos falando dos textos de apresentação, aqueles que aparecem ao acessar a página. Os artigos (textos sobre temas) podem ter mais de um tamanho, conforme a melhor estrutura de apresentação.

3 – Não fazer no seu site: muitas e longas páginas

Vivemos os tempos do menos é mais e com os sites não seria diferente: as pessoas querem achar e ler informações com o menor tempo possível.

Sites com informações em muitas páginas aumentam o trabalho de busca e afasta o usuário. Páginas muito longas só se justificam onde estejam artigos.

Recomendado: estude detalhadamente as informações que você quer colocar no site e procure condensar em uma página se possível. Ou abrir uma nova para aquilo que tenha conteúdo relevante para isso – sem contar os artigos.

4 – Não fazer no seu site: não ser responsivo

Este é um erro crítico nos dias de hoje: o site não está preparado para a visualização correta em dispositivos móveis.

Estamos cada vez mais migrando para o uso de smartphones, e os sites não responsivos apresentam problemas de enquadramento, necessidade de dar zoom constantemente e nem abrir páginas.

Recomendado: investir fortemente na versão mobile de qualidade.

5 – Não fazer no seu site: animações inadequadas

Houve um tempo que animações incríveis eram tidas como valorização de um site. Exceto por negócios específicos – artes, design, moda – o menos é mais reina aqui também.

Recomendado: invista num efeito de paginação horizontal pequena de algumas imagens na página principal e, se for o caso, os efeitos de zoom de produtos. É um pacote básico que moderniza sem cansar.

6 – Não fazer no seu site: autoplay de áudios e vídeos

Este recurso foi uma febre durante um tempo mas, felizmente, caiu em desuso. Todos nós já acessamos um site que de repente começar a rodar um vídeo e pior, tocar uma música – no ambiente de trabalho.

É altamente invasivo e afasta o usuário – que ainda faz propaganda negativa do site.

Recomendado: não usar. Invista num vídeo institucional de no máximo 2 minutos que não rode automaticamente.

 

Essa empresa de gerador de energia a diesel é um ótimo exemplo de empresas de produtos tradicionais que tem se destacado no mundo online.

 

Capriche nas informações, nas escolhas certas de fonte, imagens e com o conteúdo real da sua empresa – oque você tem para oferecer – as chances de sucesso serão muito maiores.

Não podemos esquecer que o tempo de permanência no site ajuda na pontuação dele no Google para posicionamento nas buscas. Mas isso já é outra história.

 

 

 

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email