Curiosidades sobre os currículos ao redor do mundo!

Em um mundo profissional cada vez mais competitivo, ter uma ótima qualificação em cursos, uma formação acadêmica diferenciada e, sempre que possível, uma boa experiência são pontos que fazem muita diferença.

Mas depois de investir tanto, como traduzir a sua trajetória, criar o seu cartão de visitas para o mercado de trabalho? Sim, estamos falando do Currículo.

Ele é a sua primeira impressão e precisa ser o mais eficiente possível nesta tarefa. E quando queremos disputar oportunidades no exterior? Quais os desafios?

Separei neste artigo algumas curiosidades sobre os currículos ao redor do mundo, em diferentes continentes.

Mas antes: o Inglês precisa estar impecável em currículos fora do Brasil!

A língua universal dos mercados de trabalho é o Inglês ele precisar ser excelente no seu currículo. Afinal, o domínio do idioma é requisito básico para disputar as vagas no exterior e o selecionador precisa ver este domínio na qualidade do seu texto.

Você até pode solicitar que alguém traduza seu original em português para que fique ótimo. Porém, você vai viajar pelos lugares, fazer entrevistas virtuais, escrever textos e responder questionários.

Ou seja, o domínio é fundamental. Investir em um curso de inglês pode ser o primeiro passo para buscar oportunidades fora do Brasil.

Currículo Europeu

O passo para disputar oportunidades no continente europeu é cadastrar-se na plataforma online Europass. É um site onde inserimos as informações exigidas e na ordem e layout pré-definidas.

É uma ótima forma de padronizar o visual, evitando que os erros comuns em currículos tradicionais prejudiquem a dinâmica dos selecionadores ao ler – espaçamento, distribuição e ordem das informações. E o idioma escolhido para criar o Europass pode delimitar o interesse dos agentes – prefira o Inglês.

Isso também ajuda na visualização do seu currículo sem precisar recorrer a efeitos para diferenciar – muitos acabam mais atrapalhando do que ajudando.

De qualquer forma, é importante ter também o melhor modelo em inglês que você puder fazer, é comum que empresas peçam informações complementares ou algo mais pessoal para avaliar.

Quanto a colocar foto neste currículo pessoal, no caso de envios diretos, é bom pesquisar antes sobre a importância da foto e da idade.

Estados Unidos

O currículo profissional é chamado de Resume nos Estados Unidos. É um erro comum e que já pode queimar o seu currículo se o arquivo ou o documento for intitulado desta forma.

A foto não é recomendada e idade e data de nascimentos não são informações requeridas . Os textos devem ser mais objetivos e curtos, é uma característica da cultura americana – devemos evitar o excesso de atividades relacionadas ou na descrição do cargo.

O norte-americano privilegia a lista resumida de cargos e formação e sempre que possível em uma folha apenas – aliás, uma regra que também temos em quase todo o mundo.

Austrália

A primeira preocupação em um currículo é o idioma: apesar de ser o Inglês, usar a versão norte-americana pode ser critério de exclusão. Existem inúmeras palavras e expressões com uma escrita diferente no inglês australiano.

Dominar apenas a versão britânica ou norte-americana não será visto com demérito em um processo de seleção australiano. Os dados pessoais se limitam a nome, endereço (cidade e país), telefone e e-mail. Não colocar foto, idade e data de nascimento.

Cuidados gerais para seu currículo andar pelo mundo!

É bom relembrar algumas dicas para dar qualidade ao seu currículo em qualquer lugar, inclusive no Brasil.

  • Evite e-mails como juninho@gmail.com ou lele2010@hotmail.com. Transmite uma ideia pouco profissional no seu currículo. Crie um e-mail com o máximo do seu nome, mesmo que resumido.
  • Use uma fonte com tamanho que também facilite a leitura e as mais tradicionais (Arial, Courier por exemplo).
  • Dados pessoais básicos para qualquer currículo: nome, telefone de contato (pode indicar mais de um), e-mail, cidade, estado e país. Os demais são ou facultativos ou inadequados – pesquise sobre cada país ou, na dúvida, podem ficar de fora.

 

Acredito que estas curiosidades podem ajudar você a chegar nos mercados de trabalho do exterior com um currículo pronto para ser lido com atenção e valorizado.

Sucesso!

 

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email